Foto: Blog do Rodrigo Ferraz

Foto: Blog do Rodrigo Ferraz

Por Humberto Pinheiro

Em Conquista, a relação entre os políticos vem ganhando leveza na medida em que o tempo passa e a cidade cresce. O último exemplo pode ser verificado quando da transmissão do cargo de Prefeito protagonizado por Guilherme Menezes, que impassível aguardou em seu gabinete na Prefeitura, o momento para a transmissão do cargo como manda o cerimonial e como dita as boas regras de uma convivência civilizada. Ao receber Herzem em seu gabinete, Guilherme não só politizou o ato como voltou a surpreender pela postura aberta e leve ao mostrar estar completamente refeito da dor da derrota. Guilherme tomou a iniciativa de empreender os primeiros movimentos na direção de comandar as oposições a Herzem. Alguém disse a Guilherme que é necessário começar a construir no imaginário da população um rosto menos carrancudo e posturas mais abertas pois em assim sendo, a tarefa para o enfrentamento a Herzem ficará menos difícil. Deixa a Prefeitura com dinheiro em caixa ainda que também um legado de coisas a fazer. É preciso pensar a Saúde com novas ferramentas assim como à Educação deva ser dispensado um tratamento menos partidarizado. Tem muita coisa a ser feita, no entanto, é inegável o saldo positivo na conta do seu mandato. No mais é esperar que Herzem toque o bonde prá frente imprimindo uma qualidade na administração superior ao período petista.